Foi uma trajetória surpreendente para mim mesmo. De uma ideia que tive sobre o potencial dos links como fonte de informação sobre o sucesso dos sítios Web até a descoberta de um campo de estudo com métricas e métodos próprios se passou um ano. Depois foi mergulhar na Webometria e buscar trilhar o caminho que levaria ao trabalho de tese final. Minha escolha pelos Museus e Centros de Ciência vem do meu cotidiano. Trabalho em um museu, respiro divulgação científica. Mas a Web sempre foi fascinante para mim, e ao mesmo tempo demorei para me ver também como um profissional da área de informação. Olhando para trás vejo minhas dúvidas, curiosidades e mesmo minha vontade de entender a complexidade das relações estabelecidas entre instituições neste novo meio. Encontrar o caminho foi tudo e tornou este processo mais e mais gratificante.

Mas este post é para compartilhar, divulgar, deixar aberta a “flauta de minhas próprias vertebras”. O trabalho monográfico é tenso, as vezes solitário, e num dado momento exaustivo e desgastante. Ao final temos algo do qual nos orgulhamos mas no fundo achamos que podia ser mais, sempre mais, muito além do que é possível para qualquer mortal. Hoje leio minha tese e me incomodo com o “xWIF” escrito no lugar de “eWIF”, com detalhes que só mesmo eu sei que poderiam ter sido diferentes com um tempinho a mais e o distânciamento necessário para que os ohos pudessem novamente enxergar. Ainda não preparei, mas certamente colocarei no futuro uma versão com links e DOIs para toda a bibliografia. Tocarei os “x” por “e” para meu deleite, além de outros ajustes bestas, mas que no fundo servirão para justificar uma versão 2.0. Pois se é para ser revista que seja para ser revisitada. Mesmo que seja apenas para que eu fique mais próximo do orgulho pleno de um trabalho.

Vai o anexo:

GOUVEIA, Fábio Castro. Estudos Webometricos de Associacoes de Museus e Centros de Ciencia. Rio de Janeiro: UFRJ, 2007. 210p. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-graduação em Química Biológica, Instituto de Bioquímica Médica, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2007.

Assinatura da Ata de Defesa de Tese de Doutorado

Assinatura da Ata de Defesa de Tese de Doutorado

Compartilhar, Enviar, Imprimir?Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInShare on RedditEmail this to someonePrint this page