webometria, cibermetria, altmetria...

estudos métricos da informação e muito mais

Categoria: teses

Mentoria para seu projeto de pesquisa

Muitos amigos que acompanham o que escrevo por aqui não sabem, mas eu pesquiso e oriento nas áreas de Divulgação Científica e Ciência da Informação. O foco dos cursos que dou nas pós-graduações está no uso de novas tecnologias para divulgação científica e na coleta de dados de produção acadêmica e levantamentos em mídias sociais da repercussão online de publicações ou temas de ciência (principalmente). Se os nomes Bibliometria, Cibermetria, Webometria e Altmetria não fazem sentido, em parte o parágrafo anterior da conta de explicar um pouco disso.

Com esses dados todos dá também para se estudar e descobrir muitas coisas legais e interessantes, além de se fazer lindos grafos (como o da imagem que fica no meu perfil) ou diagramas representando e sintetizando o que se observou. O que vai definir o que cada elemento do grafo representa vai depender de escolhas que você precisa fazer sabiamente, e isso vai desde o recorte inicial para sua coleta, até o tratamento que você vai dar na hora de representar vínculos (arestas) e atores (nós) que estarão ali representados.

Bom, desculpem-me pelo “textão”, mas isso tudo é só para dizer que dentro da filosofia que sempre falo no início dos meus cursos de pós, resolvi ver se consigo ampliar minha humilde contribuição para desenvolvimento do campo da ciência no qual eu tenho atuado nos últimos 20 ou 10 anos (20 de DC e 10 de CI). Inspirado na proposta que meu amigo dos tempos de colégio Michel Lent fez, resolvi disponibilizar uma agenda pública na qual semanalmente estarei oferecendo uma hora e meia para uma mentoria focada no seu projeto de pesquisa. Se eu serei de algum auxílio vai depender de você corretamente ver em mim alguém que pode ajudar e eu conseguir fazer isso 😊.

Basta entrar no link [https://fabio-gouveia.youcanbook.me/], ver que dia terei disponível, e marcar. As conversas serão preferencialmente por Google Hangout ou ferramenta similar, mas algo presencial pode ser viabilizado para os que estão na minha cidade. Peço antes de tudo que entendam que como é uma experiência nova eu certamente demorarei um tempo para conseguir colocar isso em rotina de fato. Por isso é possível que eu tenha que reagendar seu pedido. E eu estarei avaliando os pedidos para tentar priorizar os que eu identificar que tenho maior potencial de ajudar em algo.

Se tudo der certo, e você ficar contente, lembre-se de mim nos agradecimentos (ou acknowledgements) e faça uma excelente pesquisa pois o que mais precisamos é de bons projetos para consolidar ainda mais essas áreas no Brasil. Se você é de Portugal é também super bem-vindo. Se seu idioma nativo é espanhol ou inglês (e se conseguiu ler este texto ou alguém lhe explicou o que este louco aqui escreveu), podemos conversar neste idioma, desde que você aguente o meu sotaque e alguns falsos cognatos. Estou ansioso para ver como este experimento vai fluir. Espero que seja uma experiência incrível para mim e para todos que participarem.

Forte abraço a todos e até o próximo Hangout!

Compartilhar, Enviar, Imprimir?Share on Facebook
Facebook
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Google+
Google+
0Share on LinkedIn
Linkedin
Share on Reddit
Reddit
0Email this to someone
email
Print this page
Print

Estudos Webométricos de Associações de Museus e Centros de Ciência

Foi uma trajetória surpreendente para mim mesmo. De uma ideia que tive sobre o potencial dos links como fonte de informação sobre o sucesso dos sítios Web até a descoberta de um campo de estudo com métricas e métodos próprios se passou um ano. Depois foi mergulhar na Webometria e buscar trilhar o caminho que levaria ao trabalho de tese final. Minha escolha pelos Museus e Centros de Ciência vem do meu cotidiano. Trabalho em um museu, respiro divulgação científica. Mas a Web sempre foi fascinante para mim, e ao mesmo tempo demorei para me ver também como um profissional da área de informação. Olhando para trás vejo minhas dúvidas, curiosidades e mesmo minha vontade de entender a complexidade das relações estabelecidas entre instituições neste novo meio. Encontrar o caminho foi tudo e tornou este processo mais e mais gratificante.

Mas este post é para compartilhar, divulgar, deixar aberta a “flauta de minhas próprias vertebras”. O trabalho monográfico é tenso, as vezes solitário, e num dado momento exaustivo e desgastante. Ao final temos algo do qual nos orgulhamos mas no fundo achamos que podia ser mais, sempre mais, muito além do que é possível para qualquer mortal. Hoje leio minha tese e me incomodo com o “xWIF” escrito no lugar de “eWIF”, com detalhes que só mesmo eu sei que poderiam ter sido diferentes com um tempinho a mais e o distânciamento necessário para que os ohos pudessem novamente enxergar. Ainda não preparei, mas certamente colocarei no futuro uma versão com links e DOIs para toda a bibliografia. Tocarei os “x” por “e” para meu deleite, além de outros ajustes bestas, mas que no fundo servirão para justificar uma versão 2.0. Pois se é para ser revista que seja para ser revisitada. Mesmo que seja apenas para que eu fique mais próximo do orgulho pleno de um trabalho.

Vai o anexo:

GOUVEIA, Fábio Castro. Estudos Webometricos de Associacoes de Museus e Centros de Ciencia. Rio de Janeiro: UFRJ, 2007. 210p. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-graduação em Química Biológica, Instituto de Bioquímica Médica, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2007.

Assinatura da Ata de Defesa de Tese de Doutorado

Assinatura da Ata de Defesa de Tese de Doutorado

Compartilhar, Enviar, Imprimir?Share on Facebook
Facebook
0Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Google+
Google+
0Share on LinkedIn
Linkedin
Share on Reddit
Reddit
0Email this to someone
email
Print this page
Print

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén